Comparando as vendas no e-commerce em 2020 com as vendas de 2021, a Criteo descobriu que os dispositivos eletrônicos portáteis cresceram consideravelmente.

Com o isolamento social, grande parte da população precisou adequar seu ambiente em casa para o home office, o que fez as vendas online de cadeiras e escrivaninhas aumentarem 142% e 125%.

Além disso, os eletrônicos, como os laptops, que aumentaram 666% e os tablets 492%. Mas não só os eletrônicos voltados a trabalho que cresceram, mas também de entretenimento. Os videogames e as televisões também registraram aumento no número de vendas, de 412% e 248%, respectivamente.

Para o estudo, a empresa Criteo analisou dados comerciais de mais de 1000 clientes no Brasil de 15 a 28 de fevereiro de 2021 em comparação com 15 a 28 de fevereiro de 2020.

Informações: Ecommerce Brasil

LEIA MAIS:

Consumidores irão optar por compras online na Páscoa

E-commerce cresce 45% em janeiro de 2021