Dados do Procon de São Paulo mostram que nos últimos cinco meses, período de pandemia, tivemos um grande aumento de reclamações por compras online, superando quatro vezes mais o número de reclamações de todo o ano passado.

Nesses cinco meses chegamos à marca de 130 mil reclamações a respeito do comércio online, enquanto em 2019, foram cerca de 30 mil nos 12 meses do ano. Segundo Fernando Capez, secretário de Defesa do Consumidor do estado de São Paulo, esse crescimento é “pontual”.

“Uma consequência do código foi a paulatina, crescente convicção e consciência do consumidor da necessidade de defender os seus direitos. De não se conformar com uma questão errada, com um contrato padrão, com um produto que ele compra pela internet, que chega e não é aquilo que ele queria. O consumidor percebeu que reclamando, e defendendo os seus direitos, ele tinha grande chance de ser atendido”, explicou o secretário.

Ele também analisou o fato de que os fornecedores e lojistas não estavam preparados para esse momento de pandemia, o que acarretou em diversos atrasos de mercadorias.

As queixas vão desde o atraso com a entrega até produtos recebidos com defeitos. O consumidor passou a ser mais exigente e a ficar mais atento ao que estava comprando, portanto, outro fator que gerou bastante reclamação foi o de publicidade enganosa.

Tudo isso compromete e muito a credibilidade de uma loja online, sendo fatores determinantes para o sucesso, ou não. Por isso, toda atenção na hora de anunciar os produtos, buscando sempre mostrar a realidade, com boas descrições e fotos de qualidade, para que o cliente não se sinta enganado.

Atenção aos prazos de entrega, que precisam ser cumpridos, aos cuidados com a embalagem e o transporte, principalmente com produtos frágeis, para que cheguem sem avarias para o consumidor.

O pós venda pode ser um grande aliado seu, utilize a seu favor! Entre em contato com o cliente, tente saber se ele está satisfeito com o produto, se foi tudo em ordem. Receba os feedbacks, demonstre que sua loja se importa com ele. Você pode até reverter certos problemas que poderiam resultar em reclamações só pela sua intenção em ajudar e ser prestativo com o cliente!

Acompanhe nosso Instagram e esteja por dentro das nossas novidades.

Informações: Ecommerce Brasil

LEIA MAIS:

Entre julho e agosto, e-commerce brasileiro sofre pequena mudança no número de acessos

Mais de 30% dos brasileiros já compram pelo WhatsApp